E a menina dos olhos brilhates sumiu,

ela se foi sem dizer nada

Levantou, vestiu sua roupa que estava ao lado da cama, sentou e olhou profundamente,naqueles olhos fechados, na boca entreaberta que lhe deu uma vontade de beijar mais uma vez, os cabelos negros jogados, naquele corpo que fazia lembrar da noite passada. Aproximou-se bem devagar para que não acordasse, sentiu o calor que há algumas horas atras a esquentava, o cheiro que a deixava desnorteada, por alguns instantes parecia que ainda sonhava, sentia ainda a mão passeando por seu corpo, as palavras ditas ao pe de seu ouvido, os olhares de desejo, seus corpos quentes, o encaixe perfeito. Quis ficar por mais uns instates, sentia ainda aquela dorzinha no lado esquerdo do peito, deu-lhe um beijo no rosto adormecido, uma lagrima escorreu, voltou a dar sentido a razão. Caminhou ate a porta, nenhum olhar mais para tras,não deixou que seus desejos fizessem mudar seus novos rumos.